O EXTRAORDINÁRIO TRABALHO QUE COADJUVA O TABACO TAPADO

As folhas usadas na capa são realmente excepcionais em todos os sentidos. Após 10 a 20 dias do início da temporada de crescimento, cobrem-se completamente os campos com tela de tapado, uma visão impressionante. Posteriormente, ata-se de forma individual cada planta a um arame que se encontra por debaixo da tela.

O risco constitui um factor primordial. As plantas devem receber a quantidade de água adequada no momento certo.

            

     

As vegas ou campos de primeira categoria têm o seu próprio estilo especial de cultivo e isso pressupõe trabalho particularmente árduo.

O veguero ou agricultor pode ter a seu cargo meio milhão de plantas ou mais e deverá visitar cada uma delas mais de 150 vezes durante a temporada de cultivo. Cada folha de cada planta é importante.

 

As pequenas sementes saem da flor do tabaco seca. Mil pequenas sementes de tabaco cabem na palma de uma mão e são suficientes para produzir mais de 30 000 capas.

 

O ANO DO VEGUERO

O trabalho começa durante os meses quentes de Junho e Julho, prosseguindo sem descanso por um período de nove meses.

São plantados diferentes campos em momentos distintos para assim distribuir a carga laboral em cada temporada. O período que medeia entre a sementeira e a colheita é cerca de 17 semanas para as plantas semeadas à sombra (tabaco tapado para capa). Para as que são plantadas ao ar livre em pleno sol (tripa e capote) o prazo é de cerca de 16 semanas. 


 

    

         

1. As plantas de tabaco crescem em terrenos o mais soltos possível, daí que seja necessário arar os campos com o máximo cuidado, seguindo um determinado padrão a certa profundidade, várias vezes antes da sementeira. Ainda é usada a tracção animal, para evitar a compactação do terreno. 

2. As plantações crescem em sementeiras especiais, com uma cobertura de palha para sua protecção. Actualmente, algumas são produzidas a partir de um novo método, em sementeiras flutuantes situadas no interior de túneis que servem de protecção.

         

3. Passados 45 dias, as plantações em sementeira atingem uma altura de 13 a 15 cm, e já estão prontas para serem transplantadas. 

4. Decorridos 18 a 20 dias após terem sido transplantadas, amontoa-se a terra à volta da base da planta para promover o crescimento de raízes. Esta acção denomina-se aporque. 

         

5. À medida que cada planta atinge a altura desejada, é-lhe retirada a gema superior para concentrar a força no desenvolvimento de folhas maiores. É o desbotonar. 

6. A acção de desbotonar desencadeia um crescimento acelerado de novos rebentos (acção de rebentar). O agricultor deverá realizar visitas repetidas a cada planta para eliminar esses novos rebentos. É o chamado desfilhar ou deshije.

 

O SABOR CRESCE A CÉU ABERTO

O sol de Cuba realiza a sua magia para conseguir a riqueza na variedade de sabores das plantas cultivadas a céu aberto, que fornecem as folhas de tripa e de capote.